quarta-feira, 23 de julho de 2008

Música



Toque a música, toque minha alma
liberta-me desta prisão em que vivo
quero fazer parte desta sombra
Ser invisível aos céticos
ser companheiro dos que dividem a mesma idéia
passar despercebido aos que se julgam
conhecedores da verdade
assim como a sombra passa pela luz

Toque a música, Toque meu coração
nessa esperança varrida
deixe-me em minha sombra
ninguém com o espelho pode iluminar toda ela
se quizer me conquistar
que seja luz da lua, ou a sombra do abismo

Coração servido em tigela de prata
retirado apenas para que a música continue
leve consigo a vida
deixe me dançar sobre as sombras
nela o mundo não me tocarás

Toque a música, Toque a sombra
Traga-me a mansidão deste vazio em que me prendem
enquanto for noite eu caminharei
nela me guiarei pelo som da música

Toque enquanto o inverno é vivo
Toque enquanto a sombra existir
Toque enquanto minha alma lhe pedir
Desta chave no peito estás o segredo
dela é a vontade

Sempre existirá
música enquanto a chave existir

Toque a música

4 comentários:

Brennah Enolah disse...

Pois é meu querido, são completamente errôneos os que pensam que podem mandar, comandar.

Só acham que fazem, mas nada acontece. É um jogo de falsa autoridade, em que somos ótimos jogadores, dando corda para o inimigo até que ele se enforque e ganhemos a guerra.

Não sabem que temos plena condição de decidir, e sendo certo ou errado, as conseqüencias viram para que aprendamos a viver melhor.
Não nos podem privar disso, desse aprendizado.


Mas enfim nobre camarada, ainda somos obrigados a nos subordinar...

... mas a vingança será malignaaaaaa rsrsrrsrs

obrigada pelo comentário, e apareça mais vezes para discutirmos a respeito de nossas convivências familiares, ou outro assunto pertinente.

Bjos até.

Brennah Enolah disse...

Eu também acho mais fácil nos comunicar por aqui...

... o mundo dá voltas não é?

pois então, terminamos. Também pensei que fosse casar, mas ...

... o sonho acabou.


Estou agora só, vagando. É difícil não é? Antes eu era acostumada com uma pessoa, agora tenho que desacostumar. Mas a vida é uma caixinha de surpresas... velho e cansado jargão que serve para nos consolar.


Estou adorando essas nossas eventuais discussões.

E não esquente, pois essas é a função "deles": nos arrastar para o submundo da alienação.

Bjos meu querido e até breve.

Brennah Enolah disse...

A música... belas palavras meu querido. o/

Pois bem, estou conseguindo inibir um pouco a saudade, mas não foram 3 meses... como tudo passa, espero que isso também passe, ou que descanse um pouco dentro de mim.

Não contarei o motivo por aqui sabe, sei lá, muito impessoal... mas caso queira passear por essa cidade nojenta, conversaremos. Colocaremos o papo em dia.

Fico feliz por ter lembrado dessa pessoa maluca... rsrsrs, pelo menos alguém (óooo coitadaaaa).

Ah e peço desculpas por não ter mandado "parabéns" no dia do seu aniversário, lembrei sim, mas não verbalizei minha lembrança. (desculpe)

Nunca é tarde para começar nada, não é mesmo? Se não conversávamos antes, era porque o momento não era oportuno. Agora que é, então aproveitemos!

"O sentido da vida"... nada mais é do que ser você mesmo! Apreciar a si mesmo. Não sei se sou muito egoísta, mas penso que a individualidade é importantíssima.

Agradeço infinitamente pelos comentário tão sabiamente colocados... agradeço as visitas e pela derradeira lembrança de minha pessoa!

Bjos, até breve.

Dinha disse...

Olá
Gostei muito...
Gosto do jeito que escreves
Bom fim de semana
=)